NOTÍCIAS & NOVIDADES

Madeira na construção civil: opção renovável e a garantia de uma obra consciente

Além de reduzir os impactos da natureza, a madeira na construção civil é tão resistente quanto outros materiais. 

Com várias opções de aplicação, a madeira é considerada um produto sustentável por seu caráter renovável. Além de garantir uma obra mais consciente, o uso da madeira na construção civil tem um custo bem menor, considerando o preço dos materiais mais utilizados atualmente. No entanto, o que muitas vezes não se sabe é que ela é tão eficaz quanto outros materiais de construção, que utilizam em grande quantidade produtos não renováveis. A consequência disso? Aquecimento global e as mudanças climáticas da Terra.

A madeira pode ser utilizada em estruturas, telhados, paredes, pisos e até mesmo na decoração. Como o aço e o concreto são os materiais mais utilizados na construção civil aqui no Brasil, poucas pessoas sabem dos benefícios da madeira. Diferentemente dos Estados Unidos, em que 90% das casas são construídas com madeira, segundo site Madeira e Construção. No entando no Brasil, somente nos últimos anos estamos conhecendo as vantagens em utilizar esse material na construção civil.

Em 2005, na Conferência Mundial sobre Construções Sustentáveis, que aconteceu em Tóquio, havia sido comprovado que a madeira na construção civil diminui a emissão de CO² e acaba se tornando uma atitude consciente. No evento, depois de analisar todos os benefícios deste material na construção, a madeira foi eleita o material do futuro sustentável.

Quanto a sua resistência, a madeira causa medo por ser um material inflamável. No entanto, sua estabilidade estrutural e alta resistência mecânica garante que em casos de contato com o fogo o material seja protegido por uma camada carbonizada que garante a proteção do miolo.

A arquiteta e doutora em Ciência e Engenharia de Materiais, Edna Moura Pinto, realizou uma pesquisa que comprovou que “Num incêndio, as temperaturas atingem mais do que 1000°C. No entanto, o aço, a 500°C, já perdeu 80% de sua resistência, enquanto que o concreto começa a perder resistência a partir dos 80°C. A madeira, submetida a um severo incêndio, teve sua seção reduzida, mas não a ponto de eliminar sua capacidade de suportar seu próprio peso e o peso extra das barras de aço”. (PINTO, Edna Moura. 2007).

 

 

Procedência legal

Com tantas vantagens da madeira, um ponto é preciso levar em consideração: a garantia de estar consumindo matéria-prima certificada e legalizada. Buscando reduzir os impactos na natureza, a construção civil além de utilizar madeira precisa certificar-se de que esta é proveniente de reflorestamento, ou seja, extraída de árvores que foram plantadas exclusivamente para este fim. Com isso, o consumidor estará garantindo um futuro mais sustentável, com redução dos problemas ambientais.

Segundo o FSC Brasil (Conselho Brasileiro de Manejo Florestal), o Brasil possui 6,589,237 milhões de hectares certificados na modalidade de manejo florestal e envolve 116 operações de manejo, entre áreas de florestas nativas e plantadas. Para saber se a madeira que vai utilizar na construção é proveniente deste reflorestamento, é preciso checar se ela possui o selo FSC (Forest Stewardship Council, em inglês).

Outra possibilidade é solicitar o para o comerciante o Documento de Origem Florestal (DOF) ou a Guia Florestal (GF), que seria uma espécie de Registro Geral da madeira. Procurando saber a procedência da madeira, o consumidor estará cumprindo com o compromisso sustentável.

 

 

Aqui na GlobalWood os produtos são provenientes de reflorestamento, confira nossos Selos e Parceiros.

 

 

Fotos: Pixabay
< Voltar